Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Gigi

Carlos Alberto Mano Prieto - ( Gigi)

contato: carlosprieto@giginarede.com.br

   
Passou batido
 

neymascara

Um fato curioso e que me chamou atenção na partida entre a Seleção Brasileira e o Paraguai, foi a vaia que o menino Neymar levou durante todo o jogo.

E, pra variar, a mídia no sentido de polemizar sempre com outras intenções, atribuiu ao seu comportamento dentro de campo, ignorando por completo de que o jogo se realizava em território argentino.

Portanto, em nenhum momento sequer aventou a hipótese dos apupos, além de advirem da torcida paraguaia, como também da torcida argentina ali presente, em razão da polêmica entre Neymar e Messi.

Como você, no seu âmago, se sentiria com apenas 19 anos sendo vaiado o tempo todo. Deixo em aberto para os experts em psicologia. Alguns poderiam reagir de forma contundente respondendo a altura com bom desempenho, mas outros se acanhariam e conseqüentemente se anulariam dentro de campo.

Tomara ele tenha a mesma disciplina de uma grande maioria de heróis, assim como o próprio Pelé, que souberam revidar com galhardia as zombarias provocativas.

Como estou acabando de assistir a vitória brasileira frente ao Equador, do bom Caecedo, e mesmo vencendo mostrou séria deficiência no sistema defensivo. Ramires pouco conseguiu ajudar na marcação.

Lentidão irritante, excessiva troca de passes e uma marcação desleixada quando atacado.

Hoje não podemos nos dar ao luxo, pela supremacia técnica, de aguardar o momento certo para dar o bote. Haja vista, o acontecido em partidas anteriores, das quais os adversários pelo sistema agressivo empregado não deram um minuto de folga e acabamos empatando.

Abraços do Gigi
Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009