Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Gigi

Carlos Alberto Mano Prieto - ( Gigi)

contato: carlosprieto@giginarede.com.br

   
$antos Futebol Clube
 

GANANCIA

 

Essa diretoria santista mostra as garras e se identifica com a ganância.

Desde os primórdios da civilização, sabemos quanto é importante ter o domínio de suas terras, subjugando a todos os seus direitos e premiando assim aqueles que a usufruem. Mas, essa esdrúxula explicação serve apenas para situar um panorama, ou melhor, demonstrar mais um deslize dessa nova diretoria do Santos Futebol Clube.

A grande verdade é que a maioria dos clubes brasileiros foge que nem o diabo da cruz de obedecer as novas regras impostas pela Lei Pelé no sentido de se transformarem em clube-empresa. Isto com medo de perder aquele contato que faz pulsar os corações dos mais fanáticos ou ainda a sua identidade junto ao torcedor. Além, é claro e lamentável, em manipular situações extra-bastidores.

Portanto, ontem ficou notório qual o propósito do Santos ao estipular o preço do ingresso no valor de R$ 100,00 (cem reais) a arquibancada, isto quer dizer para o torcedor comum ou qualquer apreciador do bom futebol. Atitude esta, que fere todos os princípios do bom senso, principalmente aquele acima ilustrado, mas que, no entanto, define a sua intenção através de um pacote fechado com a transmissão pela TV que deve ter completado a lotação do estádio, abdicando, assim, o fator vitória pela ganância.

Embora associado a outros fatores como, final de mês e vésperas do Carnaval, ficou nítida a obsessão por um ganho maior. Aliás, enfoque totalmente errôneo, tendo em vista, poder ter auferido até mais com um público no mínimo duas vezes e meia daquele presente ao estádio. Mas, no entanto, o ponto crucial de sua falha foi não atender a importância de uma competição, como é a Copa Libertadores, que leva a uma conquista almejada por qualquer clube de futebol, que é ser Campeão do Mundo, e se atingido será como a descoberta de um poço de petróleo.

Na minha opinião, quem pisou na bola desta vez foi a diretoria e não o time de futebol, que não teve habilidade e reconhecimento de saber o quanto “vale” para o clube mandante o peso de sua torcida, contradizendo a sua própria filosofia, pois na verdade é ela a “massa” de torcedores que fará com que vingue os seus objetivos, na qualidade de sócios.

Para finalizar, recomendo ao elenco do Santos Futebol Clube que primem mais pela sua carreira no entendimento simples de que apenas a vitória os levará ao topo da glória, e não as firulas fora de propósito. E o pior de tudo é a ingenuidade nossa em acreditar que o sucesso deles está implícito no ego de cada um. Mas infelizmente, hoje em dia, esta preocupação está única e exclusivamente arraigada nos próprios bolsos.

Abraços do Gigi

Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009