Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  04/05/2011 - Com retranca e 'catimba', Muricy diz que Santos aprendeu a jogar Libertadores
 

O Santos apresenta um novo estilo de jogo com Muricy Ramalho. A qualidade técnica da equipe na partida de volta das oitavas de final da Libertadores contra o América, em Queretáro, no México, foi deixada de lado em troca de uma eficiente retranca, e “catimba” até mesmo dos jovens jogadores. O resultado foi a classificação para as quartas de final garantida com o empate sem gols.

Na visão do treinador, a equipe já demonstra maturidade suficiente para mudar o estilo de jogo, e a nova maneira atuar é importante para seguir na competição.

“Jogar a Libertadores nessa pressão se aprende muito. O Santos tem que aprender a se defender na Libertadores também, e isso que estamos mostrando. Os jogadores estão se superando, nosso time está muito cansado, e estamos passando de fase”, destacou Muricy, em entrevista à rádio Globo.

A pressão do América no jogo de volta fez os principais jogadores do Santos, Paulo Henrique Ganso e Neymar, mudarem o comportamento no jogo. A “catimba” foi adotada, e Ganso chegou a dar um chute para fora do campo, mesmo com o jogo em andamento, só para que a partida fosse paralisada para o atendimento médico em Neymar, caído no chão.

Nos minutos finais do jogo, o camisa 10 passou a atuar isolado no setor ofensivo por um pedido de Muricy, que confiava na cadência de jogo do meia, e na altura para ganhar as jogadas aéreas.

“Soubemos agüentar a pressão, conseguimos nos classificar. Também tive que ajudar muito na marcação para garantir a classificação”, lembrou Ganso.

No segundo tempo, Muricy sacou o atacante Zé Eduardo para colocar o zagueiro Bruno Aguiar. Após a alteração, a pressão da equipe mexicana aumentou, mas para o treinador, a retranca foi determinante para a classificação.

“Tinha que aumentar a estatura do nosso time que estava sofrendo demais. A gente ganhou quase todas as bolas por cima, e a defesa ficou bem fechada. A chance do América era mesmo o chute de fora da área, mas o Rafael estava em uma grande noite”, lembrou Muricy.

Fonte: Uol Esporte

Outras Notícias
 
11/06/2011 -Borges marca no final e complica o Cruzeiro, que só empata com reservas do Santos
11/06/2011 - Tite tem ataque completo e treina bola parada para enfrentar o Fluminense
11/06/2011 -Muricy lamenta expulsão contra o Cruzeiro, mas absolve meninos do Santos
11/06/2011 - Tite evita falar em antecipar a estreia do Imperador no Timão: 'Cuidado'
11/06/2011 - Real não está disposto a pagar R$ 106 milhões para contratar Neymar

02/06/2011 - Na final! Santos empata com o Cerro com sorte e competência

02/06/2011 -Após classificação, Elano e Neymar embarcam para encontrar Seleção
02/06/2011 -Muricy é atingido por objeto na cabeça: 'Não vai acontecer nada'
02/06/2011 - Corinthians admite que Renan está muito próximo de ser oficializado
02/06/2011 - Timão empresta Edno para a Portuguesa até o final da temporada
Ver todas as notícias

 
 
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009