Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Gigi

Carlos Alberto Mano Prieto - ( Gigi)

contato: carlosprieto@giginarede.com.br

   
Arroz feijão
  Arroz feijão

Já de algum tempo vejo críticas de quase toda crônica desportiva, e não isento um sequer, das malfadadas sugestões sobre a contratação desses figurões que já renderam tudo que tinham direito e por fim vêm para alimentar o ego de dirigentes e porque não, da ingênua massa na desesperadora carência de um ídolo. Alternativa válida apenas para fazer caixa através do marketing, mesmo porque são ex-ilustres figuras, tanto dentro como fora de campo.

Primeira vítima: o Corinthians com Ronaldo Fenômeno, Roberto Carlos e agora o Liedson; a segunda vítima será o Flamengo com Ronaldinho Gaúcho e como terceira vítima teremos o São Paulo com Rivaldo.

 

Na contra mão , somente o Santos F.C. Clube teve a felicidade de contratar um jogador que não atende aos quesitos dos acima citados mas que, no entanto, demonstra bastante eficiência por se dedicar com esmero, o Elano.

Sabidamente, a fórmula já foi definida através do trabalho de base, e que ironicamente vem sendo bem executado por estes mesmo times. Pelo menos é o que mostra a seleção sub-20 que apresenta boas revelações como: Lucas, Willian, Henrique e Casemiro ( São Paulo F.C.) e Diego Mauricio (Flamengo). Quanto aos jogadores do Santos F.C., como Neymar, Alex Sandro, Danilo e Alan Patrick, embora este tenha sido o time que melhor tem revelado talentos, exatamente por adotar essa filosofia .

Portanto, não existe nenhuma formula complicada de como elaborar um bom trabalho de base, a não ser aquele que os bastidores da bola propicia nos interesses excusos desse ou daquele dirigente mal intencionado.

E para satisfazer o paladar gastronômico, nada como um “arroz e feijão” caseiro.

Abraços do Gigi

Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009