Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Gigi

Carlos Alberto Mano Prieto - ( Gigi)

contato: carlosprieto@giginarede.com.br

   
Bang Bang no futebol paulista
   
Duelo entre Felipão e Kleber

O título assusta, mas refere-se pura e simplesmente ao fato da Sociedade Esportiva Palmeiras ter contratado um Xerifão para técnico. Todos sabem o quanto sou acético a treinadores de futebol, principalmente aqueles rotulados, como é o caso de Felipe Scolari, conhecido como o Xerifão.

Tivemos um exemplo clássico muito recente em que Dunga, com a mesma conotação acabou dando um vexame na

 

na última Copa do Mundo e acabou fazendo a proeza de rebaixar a nossa seleção no ranking da FIFA. Concluindo que, não será com esta política que o Palmeiras irá escapar da má situação em que se encontra.

O que aconteceu, na verdade, foi que o Palmeiras contratou a imagem que o Felipão tem (lá fora, diga-se de passagem), para encobrir seus atos falhos como se desfazer de dois jogadores que hoje fazem a diferença aqui no nosso futebol – Diego Souza e Cleyton Xavier – que dificilmente  terão reposição a altura.

Quanto a ele, Felipão, só se deu bem em Portugal, isto porque o seu dialeto “gru, gru, gru” foi bem aceito pelos amigos da “terrinha”.

Se o Palmeiras cometer as mesmas loucuras que os grandes times estão fazendo, acabará em pior situação. Portanto, será inevitável contratar figurões para sustentar o seu arrojo.

O Palmeiras não mostrou nada contra um Santos totalmente apático, e mesmo assim quase se complicou não fosse a boa atuação de seu goleiro, que por sinal, um reserva de alto nível para aquele que considero o melhor goleiro atuando no Brasil.

A mídia na sua ânsia de fazer média com um figurão, não parava de mostrar Felipão ao celular dando instruções ao seu assecla Murtosa. Receberam total elogio por um gol “espírita”, como dizemos na gíria futebolística, e um gol contra. Quase retribuindo no final da partida.

Espero que os palmeirenses não se iludam da forma como a imprensa vem configurando a presença do Xerifão, e, realmente, pressionem para que seja aplicada a política mais certa, que é o trabalho de base na formação de bons atletas.

E para encerrar, aguardemos com entusiasmo o confronto, ou melhor, o “duelo” entre o Xerife e o Kleber para ver quem sacará a pistola primeiro.

Abraços do Gigi

Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009