Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Gigi

Carlos Alberto Mano Prieto - ( Gigi)

contato: carlosprieto@giginarede.com.br

   
C.E.T
   
Cabide de emprego

Já não basta ter que aturar o meu time de coração, o Santos Futebol Clube, que está numa draga danada andando só na contramão, ainda tenho que agüentar esses desmandos e despropósitos de nossa administração municipal.

Nunca o governo foi tão feliz na escolha de uma sigla como esta que, aliás, ficaria bem melhor se assim fosse...”Contribuição para Engenharia de Tráfego de Influências” – C E T I

 

Nós, humildes contribuintes, por toda transparência que vaza deste governo, e por tudo que a mídia divulga, acabamos por entender para que serve esta instituição, assim como outras tantas existentes. Não resta a menor duvida de que, pelo quadro financeiro deficitário, se presta apenas para atender ambas as casas naquilo que se conhece nos bastidores da política como “poder de barganha”, na farta distribuição de cargos e comissões.

É óbvio não contestar sua finalidade, mesmo porque reconheço da necessidade premente de se aprimorar o sistema viário. Portanto, devido ao inchaço de uma folha astronômica, o porquê da excelência de abusos quanto ao usuário do sistema. Quando próximo ao final de cada mês, é notório no período de “ajuste de caixa”, um exército de agentes que saem nas ruas postando-se em pontos estratégicos como verdadeiras aves de rapina, ávidos pela sua presa, entenda-se “infratores”. Tal postura seria mais adequada mostrando-se presentes, assumindo assim um caráter inibitório, fiscalizador, orientador e, principalmente, organizador da fluidez do transito.


O absurdo mais recente foi colocar uma placa de aviso de radar na Avenida Rangel Pestana, logo após o cruzamento com a Avenida Ana Costa, onde o fluxo de trânsito é bem maior e, pela sua péssima localização, torna-se quase impossível a sua observação de quem advém daquela via. Radar que, com certeza, deve ter sido o maior arrecadador do sistema e até agora, talvez na conveniência, nada se fez.

Êta, turminha de engenheiros fiéis à captação de numerário aos cofres públicos.

Carlos Alberto Mano Prieto, e acredito mais de "trocentos" subscritores.

 

Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009