Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Gigi

Carlos Alberto Mano Prieto - ( Gigi)

contato: carlosprieto@giginarede.com.br

   

Copa Brucutu

   
Brucutu

Pelos poucos amistosos que tenho visto em preparação para a disputa desta copa é realmente assustador o nível técnico apresentado. Fazendo uma ironia, fico imaginando o quanto a C.E.T. lucraria, já que é a sua “maior” finalidade, no comando da arbitragem, pois é um festival de trombadas e barbeiragens.

Agora eu entendo o porquê Dunga se enquadra perfeitamente no comando de nossa seleção, onde visivelmente se prioriza

 

o sistema defensivo, tanto que é notório o destaque de nossa defesa em todo e qualquer comentário a respeito.

Uma coisa ficou certa e clara, e tenho que reconhecer o fato da não convocação dos meninos Ganso e Neymar, isto porque, dificilmente se adaptariam a esse tipo de jogo num prazo tão curto. Mesmo porque, a campanha para que eles fossem convocados estava arraigada no anseio de uma massa por demais sedenta de rever o bom futebol. Mas, no entanto, parte da mídia despeitada tenta a todo custo denegrir a imagem deles, chegando alguns a alegarem que é fogo de palha. Aliás, como já disse em crônica passada, estão quase atingindo os seus objetivos. 

Acabo de assistir o jogo amistoso entre o Japão e a Costa do Marfim, este último nosso adversário na primeira fase, um time formado, afora Drogba único com uma técnica um pouco refinada, na sua maioria por “brucutus da bola”.

Outro assunto importante é que nesta copa em função do jogo truculento, será decidido na sua maioria por bola parada. Portanto, devemos ficar atentos as jogadas aéreas que com certeza será a tônica desta copa.

Isto faz lembrar-me de dois gigantes do passado que se tornaram mestres nesse tipo de jogada, e obviamente se tornariam ídolos nos tempos de hoje, Claudio que servia maravilhosamente, a ele que ficou conhecido como o “cabecinha de ouro”, o saudoso Baltazar, jogadores da nossa querida cidade de Santos que se consagraram jogando pelo Esporte Clube Corinthians Paulista.

Para encerrar, fiquemos preparados para berrarmos a toda hora UHHHHH!... Não pelos gols perdidos, mas sim, pelos choques e jogadas viris, portanto, recomendo a todos torcedores comprar um par de caneleiras para assistir essa copa.

Abraços do Gigi

Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009