Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Gigi

Carlos Alberto Mano Prieto - ( Gigi)

contato: carlosprieto@giginarede.com.br

   
Finalistas as quatro maiores folhas de pagamento
 

Paulistão 2011

 

É só ironizando mesmo.  Só para ter um parâmetro, se escolhermos apenas um jogador de cada um dos times finalistas, Santos, São Paulo, Corinthians, Palmeiras, e somarmos os seus ganhos entre salários, direitos de imagem e promocionais, esta somatóri,a com certeza, supriria no seu conjunto a folha de pagamento dos outros quatro finalistas do octogonal.

Isto quer dizer que é muito peso para um bananinha qualquer se intrometer entre os grandes na pretensão de se arriscar a ir para uma final.

Deu a lógica, embora se diga que no futebol inexiste. Portanto, ficará assim a final do Campeonato Paulista: FPG1 X FPG4 e FPG2 X FPG3. Acredito ser esta a sua  ordem de grandeza.

Coincidência ou não, parece que em todos os campeonatos regionais, como o já acontecido no campeonato paranaense, terão em suas finais suas representações máximas.

Não resta a menor dúvida de que o marketing fala mais alto. Uma prova evidente é o lobby desenvolvido por eles na elaboração das regras do futebol, como por exemplo,  o  tolhimento das manifestações espontâneas dos jogadores na comemoração de qualquer lance, devido a não prejudicar o seu visual promocional. Surgindo daí a incoerência em que o árbitro tolera o jogo viril, ríspido e muitas das vezes inconseqüente e, no entanto, pune severamente por atos e reações inocentes e infantis, quase sempre oriundas da própria idade, protegendo sobremaneira o patrocinador. Criando com isso um clã de alienados e robotizados, subjugados a vontade do vil metal.

Poderia citar outros casos escabrosos, mas, como para bom entendedor meia palavra basta, creio que já é o suficiente para que revisem as tais regras protecionistas e deixe reinar a alegria e a irreverência que é inata no jogador de futebol.

Abraços do Gigi

Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009