Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Gigi

Carlos Alberto Mano Prieto - ( Gigi)

contato: carlosprieto@giginarede.com.br

   
O real furado
 

charge

 

Giorgio Ferroni a esta altura deve estar lisonjeado no seu descanso eterno por estarem parodiando sua obra “O Dólar Furado” (que atualmente, por ironia, literalmente furado). O enredo não foge muito à realidade de hoje onde alguém descobre que a pessoa de sua confiança ou querida não presta. Choque dos mais comuns nas sociedades modernas.

O último acontecimento, digo último porque a cada minuto acontece uma nova façanha que se faz presente a nossa vista através de uma mídia sedenta de ibope, o assassinato da juíza de direito da cidade de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, deixa bem claro que nesta luta estamos perdendo por larga contagem para a bandidagem.

E o que mais assombra são as manifestações hipócritas oriundas de todas as camadas, num rompante de pouca lucidez, principalmente aquelas advindas da sua própria estirpe. Ela apenas fez cumprir a sua obrigação na manutenção da própria lei como um trabalho qualquer.

Ela é tida sim como heroína pelo povo que sabe e pouco pode fazer em sua defesa, portanto, rasgar elogios em um momento desses é um privilégio que cabe somente a eles.

Quiséramos nós, que estamos distante da politicagem, pudéssemos ter esse ímpeto de coragem para reagirmos a todos os desmandos com panelaço, buzinaço ou qualquer outra forma de manifestação que traga um resultado justo. E, mediocremente nos dispersamos em marchas de movimentos poucos significativos como: gays, evangélicos e maconha, e pouco nos importamos com o que é mais grave: a corrupção.

Quero acompanhar de perto este caso que julgo ser do maior interesse da população pelo alto grau de insanidade pública.

Chega de sermos intimidados pelo crime organizado. Portanto, cabe aos nossos governantes tomarem medidas efetivas, e pelo andar da carruagem também drásticas, na contensão do que é simplesmente ABSURDO.

Espero que o nosso presidente, na conduta deste caso, assuma com o mesmo empenho o tanto quanto quis que a chamassem de presidentA, assim mesmo, com A maiúsculo.

Abraços do Gigi
Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009