Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Gigi

Carlos Alberto Mano Prieto - ( Gigi)

contato: carlosprieto@giginarede.com.br

   

Pé no saco

   
  Pé no saco

Não posso ser incoerente e ir a favor daquele do qual mais desmereço, mas devo ser justo comigo mesmo quanto ao seu julgamento.

Sabemos como é importante, para sobrevivência de um repórter, a má notícia, a polêmica, e fazer a vontade do freguês com derramamento de sangue e maledicências.

Portanto, se fosse advogado do Santos F.C. defenderia Kleber Pereira partindo de um princípio lógico de que ele foi provocado e conseqüentemente “arrancado a fórceps” pelo interlocutor, os termos por ele proferidos.

Essa técnica dos repórteres é bastante conhecida nesse meio.

 

Eles são na verdade considerados por unanimidade como os autênticos “pés no saco”. Aquelas personalidades que vivem sobre o assédio da imprensa e dos paparazzos irão compreender perfeitamente o que afirmo e, com certeza, inocentarão o declarante.

Neste caso, o repórter foi o torturador, o carrasco, em suma: o real vilão da trama. Ele, na verdade, está para o problema assim como o árbitro está para uma partida de futebol. Quase sempre erram e acabam impunes pela sua onipotência.

Para terminar, pensando bem, até que o Kleber Pereira foi modesto demais em seu pronunciamento...Será mesmo só... um bolso cheio???

Abraços do Gigi

Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009