Lista dos clubes amadores da Baixada Santista
 
 
Santos é tri da Libertadores  
Duelo entre Neymar e Messi  
Muricy mereceu o título  
Neymar faz história na Vila  
Neymar e Ganso até 2015  
Ver todas as notícias  
 
Renan Prates Renan Prates
Timão, na moral
 
Pepe

José Macia Pepe
Bombas de alegria

 

 
Ednilson Valia Ednilson Valia
Amor corintiano
 

Gustavo Grohmann

Gustavo Grohmann
Messi na Copa
 
global Coluna do Leitor
Homenagem ao Pelé
 
     
 
 
Ver todos os colaboradores
  Ah! Esse Brazil
 
  Ali Babá

Ao iniciar a correção deste texto, o computador avisa que escrevi Brasil de forma errada, mas, talvez estivesse funcionando melhor com a letra Z, isto porque o nosso S só nos faz “sem-vergonhices”. E o que me deixa mais atônito é o fato de que toda nossa imprensa e todos os nossos políticos em geral, se manifestaram contra o Senado, com ênfase demagógica, usando o termo vergonha de forma unissonante, menos é claro, aqueles 40+6 que foram o excremento da votação. Renan e seus 40 me fazem lembrar uma fábula de meus tempos de criança, Ali Babá e seus quarenta ladrões, só que a senha para abertura da caverna em vez de “Abre-te Sésamo”, neste caso deveria ser “Cala-te Boca”, e assim as “portas” das conveniências se abririam todas. Exaustivamente falou-se sobre este caso e agora vamos às suas conseqüências que é o próximo episódio - CPMF.
O descaramento é tamanho que os políticos nem sequer se acanham em reivindicar seus favores em troca de seu voto

 

Vêem a público de cara lavada e declaram seu pedido: ”quero a importância x para o meu município, e ou tantos cargos públicos, e um monte de et ceteras.
Fazendo um parâmetro, é como fumar maconha, hoje os usuários nem se preocupam com os caretas à sua volta, já virou rotina, é comum.

Eu, na verdade, gostaria de saber apenas o “quanto” custou para o Renan e para o governo, aliás, o mais interessado, o voto excremental daqueles 40+6... Imaginem! O que dá mais pena é o fato de que tudo o que se divulgou por todos os veículos de comunicação não atinge sequer dez por cento dos que fazem peso nas eleições. Tanto que o governo se dá ao luxo de dar lambuja para a oposição, excluindo do programa Bolsa Família 116.000 reivindicantes, ou ficaria melhor usar o termo “litigantes”. Portanto, veremos com certeza, num futuro próximo, a reeleição dos 40+6 e, se com mais fome, talvez se vendam pelo Z mesmo.

Abraços do Gigi

  Clique aqui para visualizar todas as crônicas
www.giginarede.com.br - Todos os direitos reservados © 2009